Notícias

13/12/2010 - I ENCONTRO DOS JOVENS ADVOGADOS DO SUDESTE

Foi aberto, na noite de quinta-feira (02/12/10), no Centro de Convenções do Hotel Mercure, em Belo Horizonte, o 1º Encontro de Jovens Advogados do Sudeste, promovido pela Seccional mineira da OAB, através de sua Comissão OAB/Jovem, com a participação de mais de 600 profissionais com menos de cinco anos de formatura.

A solenidade foi aberta pelo presidente Luis Cláudio Chaves e teve, em sua mesa de honra, a presença do vice-presidente do Conselho Federal da Ordem, Alberto de Paula Machado, que se pronunciou lembrando que “o tema escolhido para o encontro – os desafios da advocacia contemporânea – expressa bem o significado do momento que vivemos, em relação ao meio jurídico e, especialmente, em relação ao mercado de trabalho para estes jovens advogados.”. Ele descreveu as múltiplas alternativas de atuação para os jovens no direito atual, abertas com a promulgação da Constituição de 1988, citando como exemplo o direito do consumidor, o direito ambiental, o direito aduaneiro e o direito de propriedade industrial.

Usando da palavra, o presidente da Comissão OAB/Jovem da Seccional, Fabrício Souza Cruz Almeida, afirmou que o objetivo do encontro é o de “oferecer uma nova experiência de integração com todos os operadores do Direito de várias partes do país, que chegam a Belo Horizonte com o desejo de expandir seus contatos profissionais e ampliar as discussões que envolvem os advogados em início de carreira.” Ressaltou que a grande bandeira defendida hoje pelos jovens advogados de Minas é a quebra da cláusula de barreira, ou a redução do prazo atual de cinco anos para três anos em que o jovem advogado fica impedido de se candidatar a qualquer cargo eletivo da OAB.

A solenidade foi encerrada com a apresentação da palestra “Advocacia pública e seus desafios”, proferida pela professora Maria Sylvia Zanela Di Pietro, titular da cadeira de Direito Administrativo da USP, que lembrou sua carreira na advocacia pública, nos quadros da Advocacia Geral do Estado de São Paulo, onde permaneceu por 24 anos, atuando sempre na área consultiva e de assessoramento.

As atividades prosseguiram na sexta-feira (03/12/10), com a realização de cinco palestras, todas abordando temas relacionados ao mercado de trabalho atual.

O primeiro a se apresentar na sexta-feira (03/12) foi o ex-presidente do Conselho Federal, Cezar Britto, que esteve à frente da Ordem entre os anos de 2007 e 2010 e que atualmente preside a Comissão de Relações Internacionais da entidade. Ele discorreu sobre “Os desafios internacionais para o jovem advogado empreendedor”.

A seguir ocupou a tribuna o jurista e professor emérito da faculdade de Direito da USP e membro do Conselho Nacional de Direitos Humanos, Dalmo Dalari, que defendeu o tema “Contribuição do advogado para o desenvolvimento com Justiça”.

Após o almoço falou o presidente da Comissão Nacional de Advogados em Início de Carreira, Paulo Marcondes Brincas, abordando a “Relação com o Cliente”, enfatizando a necessidade de que ela estabeleça parâmetros de sinceridade, fidelidade e ética de ambos os lados.

A seguir o presidente da Caixa de Assistência dos Advogados do Rio de Janeiro, Felipe de Santa Cruz Oliveira Scaletsky, tratou do tema “O novo perfil para o advogado trabalhista”, no qual mostrou as múltiplas opções de trabalho oferecidas a quem desejar se dedicar à especialidade.

Encerrando as atividades do dia, falou o ex-presidente da OAB/MG, Marcelo Leonardo, em palestra que teve como título “Advocacia criminal: paixão, mitos e realidades”. A mesa de honra contou com a presença do Presidente da Comissão OAB Jovem da 18ª Subseção (Pará de Minas) da OAB/MG, Vitor Magno de Almeida Oliveira.

Com palestras dos ex-presidentes Raimundo Cândido Júnior e Roberto Antônio Busato, foi encerrado no final da manhã de sábado (04/12/10) o 1º Encontro de Jovens Advogados do Sudeste.

O primeiro deles, Raimundo Cândido Júnior, falou sobre “As oportunidades de trabalho para o jovem advogado”, discorrendo sobre necessidade de que haja verdadeira vocação do jovem para que seja bem sucedido na advocacia e chamando a atenção para o fato que a advocacia é, antes de tudo, serviço prestado em favor da cidadania; “os honorários são a consequência da prestação desse serviço”, disse Raimundinho.

A segunda palestra foi proferida pelo ex-presidente do Conselho Federal, Roberto Antônio Busato, que abordou o tema “Evolução histórica da inscrição obrigatória, instrumento de defesa das prerrogativas profissionais”. Busato foi enfático ao afirmar que a Ordem dos Advogados do Brasil é uma entidade única no mundo no que se refere à independência de sua atuação e às conquistas obtidas em favor do exercício da profissão, que resultaram em instrumentos de defesa da cidadania e do Estado Democrático de Direito.

O evento foi encerrado com o sorteio de vários brindes e com a confraternização entre os participantes, em torno de uma feijoada, animada pela bateria de uma Escola de Samba.

Últimas Notícias

Rua Manoel Batista, 175 - Sala 101 - (37) 3231-3220 - Pará de Minas - MG - CEP 35660-049 - oabparademinas@hotmail.com

© Copyright - 2010 - OAB Pará de Minas - Todos os direitos reservados